Você não está na internet? Então você não existe.

24 01 2009

Você já fez o teste de pesquisar o seu nome ou de sua empresa em um site de buscas? Se você já fez esse teste, não obteve nenhum resultado, ou somente resultados irrelevantes, comece a se preocupar. Você não existe na internet!

Antes de escrever esse artigo, tinha acabado de pesquisar o nome da minha empresa no Google e algumas palavras-chave ligadas ao nosso negócio, como web design curitiba, design curitiba, assessoria de imprensa curitiba, sites curitiba. Se você fizer esse mesmo teste, vai ver que a minha empresa – CreativeBizz – sempre aparece na primeira página. Mas e eu com isso? Você pode estar se perguntando.

Pois saiba que algumas estatísticas apontam, que cerca de 90% das pessoas conectadas a internet, encontram uma empresa, um produto ou serviço, procurando inicialmente em sites de buscas. Entendeu a importância de ter um site com conteúdo relevante, que valorize sua marca, e principalmente, que apareça bem posicionado em mecanismos de buscas?

Hoje isso é válido não só para empresas, como para pessoas físicas. Inclusive, existem técnicas para ajudar a melhorar a posição do seu site em mecanismos de busca. O SEO (de Search Engine Optimization, que traduzindo, é Otimização para Mecanismos de Busca), é um trabalho que fazemos no nosso site e no site de nossos clientes, e que vem dando ótimos resultados.

Há alguns dias atrás, um caso me chamou a atenção aqui na empresa. Um profissional de uma grande multinacional entrou em contato conosco para desenvolvermos um site pessoal, onde ele colocará suas preferências musicais. Para finalizar, ele ‘linkará” esse site ao seu perfil no LinkedIn, uma grande rede social nos EUA.

Fiquei curioso em saber qual a finalidade daquele site. Ao telefone perguntei: – Você é músico nas horas vagas e quer divulgar seu trabalho? Não – ele me respondeu. E continuou: – Esse é um trabalho que venho desenvolvendo para me destacar como profissional. São diversas ações que estou fazendo na internet. Acredito que hoje, para você chamar a atenção, não basta você ter um bom currículo. Para atrair os olhares de um grande empresário, como o Steve Jobs, por exemplo, tenho que ter atitudes criativas e que mostrem acima de tudo a pessoa que eu sou e meus interesses. Na internet, você tem que zelar pela sua reputação, ou você pode nem existir, para algumas empresas.

Achei interessante o raciocínio. Isso nada mais é, do que uma iniciativa de branding, mas associada ao seu nome, como pessoa física. Irei escrever um artigo especifico sobre esse tema, que acho bem interessante.

Mas finalizando esse artigo, vocês podem ver que não basta aparecer, tem que participar! O que eu diria para você é:

• Crie um site pessoal ou para sua empresa;

• Tenha um blog associado a esse site, onde você possa se comunicar informalmente com as pessoas;

• Escreva artigos relevantes e com conteúdo, e aproveite para divulgar seu site;

• Participe de fóruns de discussão ajudando outras pessoas;

• Coloque o endereço do seu site em redes sociais, na assinatura do seu e-mail e no msn;

• Faça a diferença na internet!

E no final, sempre acompanhe sua reputação no Google! Você vai ver com o passar do tempo, como começam a aparecer coisas bacanas relacionadas a você ou sua empresa, que com certeza serão importantes na hora de uma entrevista ou em uma concorrência.

Fica a dica! Um abraço!

Visitem:

CreativeBizzCriação de sitescomércio eletrônicodesenvolvimento webweb designcomunicaçãomarketing promocionalassessoria de imprensaCuritibaBrasil

Anúncios




Regras básicas para ter um bom website

24 01 2009

Desde o começo da década de 90, a internet vem mudando a forma como nos comunicamos, nos relacionamos, aprendemos e fazemos negócios. No começo a maioria das pessoas usava apenas por curiosidade e o acesso era restrito. Hoje não conseguimos mais imaginar as nossas vidas sem estarmos conectados a grande rede. Com base nessa última afirmação, cresce a importância de ter um bom website, seja para uso pessoal ou comercial. Mas quais seriam as regras básicas para isso? Abaixo cito algumas:

Defina o objetivo do seu site

Esse parece ser um item básico, mas que é deixado de lado por muitas pessoas. Antes de colocar a “mão na massa” reflita se o seu site será um comércio eletrônico, um portal de notícias, um site de conteúdo específico, etc. Isso irá determinar, por exemplo, quais itens aparecerão em destaque, qual a tecnologia deverá ser usada no desenvolvimento, qual plano de hospedagem contratar. Tendo isso em mente, você facilita a sua vida e simplifica o trabalho de quem irá desenvolver o site, diminuindo o número de alterações e o custo final do serviço.

Conheça o seu público-alvo

Quem irá ver o seu site? Idosos, jovens, mulheres, roqueiros, executivos? Cada tipo de público exige comunicação e ferramentas diferentes. Fique atento a isso para não cometer gafes e espantar a sua audiência.

Crie um layout atraente

Site feio e mal organizado espanta, não transmite credibilidade e transparece amadorismo. Quem está conhecendo você ou sua empresa pela web não tem uma referência anterior. E como diz o ditado: “A primeira impressão é a que fica”. Seduzir o visitante com belas imagens, vídeos e fontes apropriadas é essencial para segurá-lo no site pelo maior tempo possível.

Tenha um conteúdo objetivo

O tempo das pessoas é precioso. Daí cresce a importância do seu site ter um conteúdo relevante e objetivo. Textos longos e mal escritos colocam o seu site na lista dos esquecidos da internet.

Pense na usabilidade

Não adianta criar um site incrível, se ele não for intuitivo e fácil de usar. Não coloque coisas inúteis e sem funcionalidade. Se o visitante não encontrar logo o que ele quer, fecha o browser e nunca mais volta a visitá-lo.

Garanta a portabilidade

As pessoas não acessam a web somente de um computador tradicional. Garanta que elas tenham uma boa experiência vendo seu site em qualquer dispositivo, seja em um celular ou um smartphone. Seja usando um PC ou um Mac. Navegando no Mozzila Firefox, no Safari ou no Internet Explorer.

Facilite a vida dos portadores de deficiência.

Eles também usam a internet e são um público cada vez maior. Pensando nisso desde o começo do seu projeto, as dificuldades para tornar seu site acessível são mínimas.

Escreva corretamente

Acho que nesse item eu não preciso me aprofundar. Ninguém gosta de ler um texto confuso e cheio de erros.

Tenha em mente que as regras acima são apenas recomendações. Existem muitos outros fatores importantes que devem ser pensados. O desenvolvimento de um site profissional é complexo e exige a contratação de um bom profissional. Fique atento.

Visitem:

CreativeBizzCriação de sitescomércio eletrônicodesenvolvimento webwebdesigncomunicaçãomarketing promocionalassessoria de imprensaCuritibaBrasil