Você não está na internet? Então você não existe.

24 01 2009

Você já fez o teste de pesquisar o seu nome ou de sua empresa em um site de buscas? Se você já fez esse teste, não obteve nenhum resultado, ou somente resultados irrelevantes, comece a se preocupar. Você não existe na internet!

Antes de escrever esse artigo, tinha acabado de pesquisar o nome da minha empresa no Google e algumas palavras-chave ligadas ao nosso negócio, como web design curitiba, design curitiba, assessoria de imprensa curitiba, sites curitiba. Se você fizer esse mesmo teste, vai ver que a minha empresa – CreativeBizz – sempre aparece na primeira página. Mas e eu com isso? Você pode estar se perguntando.

Pois saiba que algumas estatísticas apontam, que cerca de 90% das pessoas conectadas a internet, encontram uma empresa, um produto ou serviço, procurando inicialmente em sites de buscas. Entendeu a importância de ter um site com conteúdo relevante, que valorize sua marca, e principalmente, que apareça bem posicionado em mecanismos de buscas?

Hoje isso é válido não só para empresas, como para pessoas físicas. Inclusive, existem técnicas para ajudar a melhorar a posição do seu site em mecanismos de busca. O SEO (de Search Engine Optimization, que traduzindo, é Otimização para Mecanismos de Busca), é um trabalho que fazemos no nosso site e no site de nossos clientes, e que vem dando ótimos resultados.

Há alguns dias atrás, um caso me chamou a atenção aqui na empresa. Um profissional de uma grande multinacional entrou em contato conosco para desenvolvermos um site pessoal, onde ele colocará suas preferências musicais. Para finalizar, ele ‘linkará” esse site ao seu perfil no LinkedIn, uma grande rede social nos EUA.

Fiquei curioso em saber qual a finalidade daquele site. Ao telefone perguntei: – Você é músico nas horas vagas e quer divulgar seu trabalho? Não – ele me respondeu. E continuou: – Esse é um trabalho que venho desenvolvendo para me destacar como profissional. São diversas ações que estou fazendo na internet. Acredito que hoje, para você chamar a atenção, não basta você ter um bom currículo. Para atrair os olhares de um grande empresário, como o Steve Jobs, por exemplo, tenho que ter atitudes criativas e que mostrem acima de tudo a pessoa que eu sou e meus interesses. Na internet, você tem que zelar pela sua reputação, ou você pode nem existir, para algumas empresas.

Achei interessante o raciocínio. Isso nada mais é, do que uma iniciativa de branding, mas associada ao seu nome, como pessoa física. Irei escrever um artigo especifico sobre esse tema, que acho bem interessante.

Mas finalizando esse artigo, vocês podem ver que não basta aparecer, tem que participar! O que eu diria para você é:

• Crie um site pessoal ou para sua empresa;

• Tenha um blog associado a esse site, onde você possa se comunicar informalmente com as pessoas;

• Escreva artigos relevantes e com conteúdo, e aproveite para divulgar seu site;

• Participe de fóruns de discussão ajudando outras pessoas;

• Coloque o endereço do seu site em redes sociais, na assinatura do seu e-mail e no msn;

• Faça a diferença na internet!

E no final, sempre acompanhe sua reputação no Google! Você vai ver com o passar do tempo, como começam a aparecer coisas bacanas relacionadas a você ou sua empresa, que com certeza serão importantes na hora de uma entrevista ou em uma concorrência.

Fica a dica! Um abraço!

Visitem:

CreativeBizzCriação de sitescomércio eletrônicodesenvolvimento webweb designcomunicaçãomarketing promocionalassessoria de imprensaCuritibaBrasil

Anúncios




MestreSEO: Mudando a forma de pensar para Web

24 07 2008

Por ser formado em Design Gráfico, sempre acreditei que o foco principal de um site, antes de tudo deveria ser o aspecto visual. Na minha cabeça, se o site fosse impactante, ele atrairia pessoas, que o indicariam para seus amigos, que por sua vez também ficariam impressionados, indicando para novas pessoas.

Em parte, esse pensamento não deixa de ser verdade. Porém de que adianta ter um belo site se os seus potenciais clientes não o encontram no Google? De que adianta colocar na home aquela foto animal, produzida em estúdio, com um casting composto por lindas modelos, se apenas 30 pessoas irão visitar seu site diariamente? Pra que investir cifras altíssimas na divulgação do seu site, se o seu concorrente consegue o mesmo número de visitas apenas por ter uma ótima colocação na busca gratuita do Google?

Foram essas perguntas que começaram a me perturbar, cerca de 1 ano atrás. Na empresa onde eu trabalhava gastávamos uma grana por mês em links patrocinados, enquanto os nossos concorrentes apareciam gratuitamente nos primeiros lugares das buscas. Eu olhava para aquilo e ficava indignado. Nosso site era melhor do que o concorrente, mais bonito, com mais conteúdo e mesmo assim o maldito Google nos jogava lá para o fim da lista. Isso me motivou a pesquisar sobre como colocar um site no topo das buscas.

Acabei encontrando alguns sites com informações desconexas, que prometiam o milagre do bom posicionamento. Era só pagar uma graninha por mês e seu site estaria nas primeiras posições. O interessante é que nenhum desses sites explicava como aquilo funcionava e eu continuava P* da vida.

Então um amigo me falou: “Cara, procura na net por SEO”. Google aberto e lá fui eu procurar. Eis que encontro um site logo no início da lista. Era um tal de MestreSEO. “Lá vem mais um site de picaretagem”, pensei. Feliz engano. Logo descobri que esse era um site realmente sério e que a “mágica” podia ser aprendida.

SEO (sigla de Search Engine Optimization), ou simplificando, otimização de sites para buscadores, é um trabalho feito com o intuito de colocar um site nas melhores posições das pesquisas em buscadores – me explicou o tutorial de Heron Inouyepalavras-chave

Promoção “MestreSEO leva você ao SMX São Paulo”, mas criou vida própria, cresceu e tornou-se um pequeno Frankeinstein, que tem o sonho de dominar o mundo…. ou melhor, o Google. rs